Banco da Seguridade Social

Atualização

O Superávit da previdência até 2013 – clique na tabela e aumente a imagem

Clique para ampliar.

Clique para ampliar.

Ou baixe o arquivo neste link —> RESULTADOS RGPS ATE 2012(3)

Sobre o Banco da Seguridade Social, é importante esclarecer que não pensamos num banco como o Bradesco, Itaú ou mesmo Banco do Brasil, mas como o BNDES, que não tem agências e sim somente uma equipe de administradores e que atendam aos princípios dos artigos 194/195 e 250 da Constituição Federal.

Outro fator que gostaria de ver debatido é a questão da Capitalização. Ora, se hoje o INSS já calcula o valor das aposentadorias com base nas contribuições efetuadas, isso já é uma capitalização. No caso da repartição, não haveria a necessidade de se calcular as contribuições feitas e todos seriam aposentados pelo mesmo valor. Assim, já estamos no sistema de Capitalização.

Precisamos urgentemente unificar todos os sistemas públicos de aposentadorias. Não podemos conviver com os privilégios existentes nos sistemas dos funcionários públicos, nas três esferas de governos e dos militares.

Os Trabalhadores do RGPS aposentam-se com 90% da média das últimas 80 contribuições. Com essa metodologia nunca teremos trabalhadores ganhando o teto previdenciário. Já no serviço público aposentam-se com promoções que nunca fizeram parte das contribuições individuais. O mesmo acontece no regime militar. Sendo assim as aposentadorias chegam a ser maior do que os últimos salários recebidos.

Como prova da necessidade de se unificar todos os regimes de aposentadorias do país, é que a origem do dinheiro é uma só: “QUEM PAGA A CONTA É SEMPRE A SOCIEDADE”.  O Governo nunca põe nada. Só administra. E administra mau.

E por falar em administração, essa foi a nossa maior preocupação, quando pensamos na criação do Banco, com administração quadripartite, para gerir os recursos do “ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL”. Na tabela acima, ficou claro que o Orçamento da Seguridade Social, como um todo, é altamente superavitário e seu superávit vem sendo desviado, ora via DRU, ora via fechamento do ano fiscal. Isto porque o governo trata as “Contribuições Sociais” como se fossem “Impostos”. Agora passou a ser atacado pelas desoneração da folha.

Esse orçamento passando a ser administrado por um banco, deixará de sofrer a interferência dos políticos que, por estarem somente por 4 anos no poder, não se sentem compromissados, com quem está obrigado a contribuir por 35 anos, para ter direito a uma aposentadoria.

No passado e também no presente, os governantes utilizaram toda a sobra orçamentária do Orçamento da Seguridade Social, na compra de Estatais e construções de infra-estrutura que hoje encontram-se privatizadas, mas o dinheiro não retornou ao Orçamento da Seguridade Social.

Já com o Banco que ora estamos propondo, os governantes teriam que solicitar empréstimos ao Banco e os valores sacados retornariam corrigidos monetariamente.  É o dinheiro do trabalhador gerando novos empregos e voltando aos cofres para garantir novos investimentos e também as aposentadorias do futuro.

Hoje (novembro-2013), os aposentados e pensionistas devem ao setor financeiro (bancos privados), aproximadamente 26 bilhões de reais. Se já tivéssemos o Banco da Seguridade Social, seria ele que estaria emprestando aos aposentados e gerando mais receitas para o Orçamento da Seguridade Social, e nossas aposentadorias estaria sendo pagas normalmente, pois estaríamos criando outra fonte de custeio que são o juros sobre os empréstimos.

A Seguridade Social do Brasil compreende, todos os gastos para com a Saúde, a Assistência Social e a Previdência Social. Os Constituintes de 1988, ao formatarem a nova Constituição, tomaram todos os cuidados necessários para que não faltassem recursos, para estas três importantes áreas da ação social.

Assim foi criado o “Orçamento da Seguridade Social”, que está totalmente descrito no Capítulo da Seguridade Social. Uma das grandes vantagens é que este orçamento tem diversas fontes de custeio. Esta pluralidade de fontes dá ao povo brasileiro, uma segurança enorme, pois se faltar recursos em uma das fontes, com certeza, outra cobrirá.

É claro que foram criadas novas Leis que regulamentaram estes artigos a exemplo das Leis 8.212, 8213, 8080, 8142… entre outras.

Em virtude de termos este Orçamento da Seguridade Social, vem sendo possível, fazer o acompanhamento das despesas e também das arrecadações. Também podemos afirmar que desde a sua criação o Orçamento da Seguridade Social sempre foi superavitário. Assim, em momento algum foi necessário que o governo fizesse algum aporte financeiro para este orçamento.

Nós da FAPEMS, Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas do Mato Grosso do Sul, temos plena consciência do que aqui estamos afirmando, eis que baseamo-nos nas publicações da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip). Estes números  podem ser confirmados no site http://www.anfip.org.br. Na planilha anexa podemos notar que o Superávit acumulado desde o ano de 2001 até 2012 foi de R$625.878.000,00 (Seiscentos e vinte e cinco bilhões, oitocentos e setenta e oito milhões de reais).

Todo esse dinheiro foi desviado dos cofres da Seguridade Social, uma grande parte por intermédio da DRU (Desvinculação da Receita da União) 20% do total arrecadado. E outra parte, ao final de cada exercício, quando o saldo orçamentário de todos os ministérios é levado para compor o Superávit primário e daí foram utilizados para outros fins. Cabe lembrar aqui que, o montante arrecadado de acordo com os artigos 194 e 195 da Constituição Federal, fazem parte do Orçamento da Seguridade Social e, não podem ser utilizados em outras ações. Devem ser capitalizados, pois é este orçamento que garante o pagamento das aposentadorias futuras.

É com base no artigo 194 inciso VII e artigo 250 que estamos propondo a criação do Banco da Seguridade Social, em substituição ao fundo mencionado no artigo 250.

Até a presente data, todos os superávits apresentados foram consumidos pela máquina do poder executivo, sem nenhuma prestação de contas aos trabalhadores da ativa e aos aposentados, legítimos destinatários destes recursos.

Com a criação deste banco, estaríamos fazendo justiça para com o trabalhador brasileiro, pois os recursos para sua aposentadoria seriam administrados de forma quadripartite (art. 194) e seriam utilizados para financiarem projetos, visando a criação de novos empregos e também para auferir novas rendas que seriam incorporadas ao patrimônio dos trabalhadores e aposentados. Desta maneira ficaria garantido o pagamento aos futuros aposentados e pensionistas.

Reforma Tributária e DRU

A nossa Presidente, vem sorrateiramente aumentando as desonerações sobre a folha de pagamento e, em contrapartida está criando um novo imposto que é cobrado sobre o faturamento. Notem trocando “Contribuições Sociais” por “Impostos”. Em outras palavras, retirando do Orçamento da Seguridade Social e transferindo para o caixa único do governo. Está fazendo a Reforma tributária que foi reprovada por toda sociedade brasileira.

Precisamos urgentemente retirar a incidência da DRU sobre o Orçamento da Seguridade Social e afastar a ameaça que representa a proposta da Reforma Tributária, apresentada pelo Governo.

Esta Reforma Tributária proposta pelo governo atual, não retirará nenhum encargo dos empresários, mas transferirá todos os valores arrecadados pelo orçamento da Seguridade Social, para os cofres do Governo Central.

Desta maneira, se aprovada como está, acaba com a pluralidade das fontes de custeio para a saúde, para a assistência social e para a previdência social. Estas três áreas passarão a depender do orçamento da união e a disputar verbas com os outros ministérios. Em outras palavras, tudo o que temos garantido hoje, deverá ser conseguido através de articulações e disputas políticas dentro do Congresso Nacional, onde quem pode mais, chora menos. Isto é, um desrespeito a tudo aquilo que foi conquistado pelos constituintes de 1988.

Vamos repensar a nossa Seguridade Social, mas não para mudá-la como quer o nosso governo e sim para implementar o que diz nossa Constituição em seus artigos 194 inciso VII e artigo 250.

Considerando o que foi exposto acima, venho humildemente, como presidente da Fapems, solicitar do amigo leitor que defenda o nosso pleito, junto às autoridades constituídas e, divulgando ao máximo estas informações.

Na tabela do anexo, você verá o porquê estamos lutando para a regulamentação do artigo 250 da Constituição Federal e a criação do Banco da Seguridade Social.

O Superávit da previdência

Vejam nesta tabela o montante de R$625.878.000,00 (Seiscentos e vinte e cinco bilhões, oitocentos e setenta e oito milhões de reais), foi o superávit apurado durante o período de 2001 à 2012, no ‘ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL” e que foi retirado, uma parte pela DRU ,  outra parte ao final do cada exercício, para compor o superávit primário e agora via desoneração da folha.

Agindo desta maneira, os governos que passaram pelo Brasil desde 1964, desprezaram o princípio da capitalização, para formação de caixa para os pagamentos das aposentadorias dos contribuintes do Regime Geral.

Nós, os aposentados de hoje, queremos garantir o pagamento das aposentadorias de nossos filhos e netos e de todos os atuais trabalhadores da ativa. É para isso que queremos a implantação já, do Banco da Seguridade Social.

A idéia da criação do Banco da Seguridade Social, como forma de garantir nossas aposentadorias, a saúde e a assistência Social, conforme está prevista na nossa Constituição, surgiu nos seminários que a COBAP promoveu, juntamente com as Federações, durante o ano de 2010.

A partir daí estamos efetuando uma conscientização dos políticos envolvidos, bem como de toda a Sociedade, para defenderem esta idéia, pois o governo não tem interesse na criação do Banco, aja vista que, hoje ele pega o dinheiro de graça e após a criação do banco, certamente terá que pagar juros aos trabalhadores brasileiros.

Coloco-me a disposição para eventuais esclarecimentos e sem mais,

Contamos com seu apoio. Divulguem ao máximo.


FAPEMS
Federação das Assoc dos Aposentados de Mato Grosso do Sul
Presidente – Alcides dos Santos Ribeiro
26 Responses “Banco da Seguridade Social” →
  1. Olá Alcides, a Asapel e eu particularmente parabenizo vc e sua diretoria por mais
    essa etapa cumprida.
    Quanto ao Banco dos Aposentados vai ser uma briga de foice, pois, o governo e seus
    apaniguados não tem intenção de ” libertar” os aposentados. A Asapel aprova sua
    intenção e estaremos engrossando a fila.

    Abraços / Pedro, Londrina em 19-01-011

    Responder

  2. FERNANDES

    20/01/2011

    Diante desta exposição, pergunto: Pq esta situação não é informada a sociedade em geral e,em especial, a sra.Miriam Leitão do jornal o globo .Ver sua publicação do dia 6 de janeiro do
    corrente, a maneira fria e arrebatadora desta jornalista e seus comparsas/ecomistas.
    Agradeço . Fernandes

    Responder
    • Senhor Fernandes!!! Já há muito tempo, desde o início do segundo mandato do governo Lula, toda e qualquer movimentação dos aposentados e pensionistas, vem sendo bloqueadas pelo sistema do governo, não permitindo assim que a sociedade tome conhecimento da grande insatisfação do segmento dos aposentados em relação a política adotada pelos governos que já passaram e o que aí está. Mas nossa organização vem divulgando via internet todo o nosso movimento, pois foi o único instrumento a nossa disposição. Alcides

      Responder
    • Fernandes!!!
      Não somente a Cobap, mas também todos os movimentos que estão integrando a nossa luta, já enviaram emails para a Globo e em especial para a Miria Leitão.
      Mas o poderio econômico fala mais alto.
      O negócio é não desanimar.
      Alcides dos Santos Ribeiro – Presidente da Fapems

      Responder
  3. PARAR NUNCA VAMOS A LUTA.RUBEM ALMEIDA- BARRISTA- MACAE- http://WWW.MACAE EM PAUTA.BLOGSOT.

    Responder

  4. Ricardo ventura dos santos

    14/10/2011

    A PREVIDÊNCIA SOCIAL.(INSS). TEM QUE MUDAR O CRITÈRIO DE RESOLVER COMO FAZER COM ESTA PESSOAS QUE VIVEM TIRANDO, E SE ENVOLVENDO COM ROUBOS TERRIVÉL, TEM QUE MUDAR, O CULPADO , O INSS , UMA VEZ PROVADO O DESVIO, TOMA TUDO QUE PERTENCE AO GOVERNO, DANDO DIREITO LEGAL AOS QUE TRABALHARAM! TEMOS CONFISCAR TUDO, COM A PRESENÇA DA POLICIA FEDERAL, POIS TEMOS QUE RESGATAR A MORALIDADE E A CIDADANIA BRASILEIRA, PROCURANDO VIABILIZAR UM PAÍS TRANSPARENTE. ONDE NÓS VIEMOS NOS TER ORGULHO E AMOR DE VIVERMOS!( PRECISAMOS DE ALTA ESTIMA, ASSIM VAMOS CRESCER, CHEGANDO UM DIA UMA GRANDE POTÊNCIA). POR FAVOR NOS AJUDE?

    Responder

  5. Jorge CMoreira

    07/03/2012

    Consolidando minha posição porque sou contra a criação de tal banco:Porque eu votei no NÃO :1) Banco vai a falência por má gestão e/ou decisão -não técnica-mais politica do governo federal.EX: BNH,Bancos Estaduais,Alguns Bancos Federais,fora alguns outros bancos privados forçados pelo governo federal a ser encampados por outros ou encerrar as atividades;2) A questão da gestão principal sempre será do governo federal (pode ter até representantes dos Aposentados(quem seria-qual o critério de escolha?),dos Empregadores (quem seria-qual o critério de escolha?),Centrais/Confederações/Federações/Sindicatos/Associações (verdadeiro balaio de gatos, onde cada um quer um naco maior para morder-CUT, FORÇA SINDICAL,etc-(quem seria-qual o critério de escolha?),3) A criação do banco permitiria que os inadimplentes atuais fossem beneficiados-coexistência de dois sistemas diferentes-dividas anteriores a criação do banco,não poderiam tecnicamente -juridica e contabil serem cobradasi;4) Não se cria um banco com capital negativo-se o governo federal hoje diz que a prev.social e deficitária 5) O custo de instalação fisica-economica-financeira seria altissimo- dando margens a muitas falcatruas- na compra dos imóveis, na construção de imovéis para Sede,Agências e Postos de Serviços e CONVÊNIOS DIVERSOS 6) Estando sob o controle do governo federal o “banco” seria loteado entre todos os partidos da base aliada- SE O “PROPRIO GOVERNO FEDERAL” HOJE TEM 39 MINISTÉRIOS,quantas Diretorias,Superintendências, Gerências Gerais,Departamentos,ASSESSSORIAS e por ai vai crescendo no “Organodrama do Banco que “teria que acomodar todo mundo? 7) O governo federal , através do seus indicados para cada cargos,iria criar uma serie de vantagens e mordomias – como altissimos salarios,comissões, licenças premios,verba do paletó,Planos de Cargos e salarios,etc.etc, etc, fora veiculos para diretorias,verbas de representações, etc.seria uma festa sem controle de ninguém 7) O banco teria que gerir os recursos recebidos e fazer os pagamentos do aposentados e pensionistas do INSS- certo? Errado: O banco poderia atuar como o BNDES privilegiando algumas empresas com juros subsidiados e de longo prazo, podendo ter muitas operações laranjas de dificil recuperação de créditos concedidos.As arrecadações/contribuições(contribuições similares ao INSS) poderiam ser garantidas, mas e o compromisso de pagamento dos aposentados??????8) Tal ideia é tudo que os banqueiros querem, privatizar a Prev.Social, para depois faturar em cima, até com a encampação do Banco da Seguridade, caso desse muito problemas em sua gestão para o Governo Federal.
    9) Cada aposentado/pensionista viraria acionista do Banco (aqui que estaria o maior perigo), o banco poderia quebrar e os acionistas além de ficarem no prejuizo (sem suas aposentadorias/pensões) ainda ficariam devendo….
    10) Hoje , os aposentados/pensionistas tem seus pagamentos descentralizados em diversos bancos, com o “banco” haveria uma centralização.Legal? Não! Haja nº de pontos de atendimentos em todo o Brasil! mas o pior… e quando os funcionarios do “banco” ENTRASSEM EM GREVE por melhores salarios e/ou mordomias? E ai, como ficaria? Duros ,enquanto a greve durasse!Iriamos reclamar com quem?????
    11)O pior risco seria a uma ou mais intervenções do BACEN(como aconteceu em muitos bancos estaduais),dadas as irregularidas constatadas (que podem ser ignoradas,até por razões politicas,pela AUDITORIA do BANCO), levando a sua liquidação.
    12) Se atualmente o Governo Federal teve problemas nas indicações de Executivos no BB e na sua Previ, bem como escândalo de corrupção na própria CASA DA MOEDA, imagine o que aconteceria com o tal ” Banco” .O Banco da Securidade seria o galinheiro perfeito para colocar as “raposas felpudas” para tomarem conta.

    Responder
    • CARO JORGE, BANCOS FEDERAIS,ESTADUAIS E AFINS QUE ESTÃO SOB ADMINISTRAÇÃO E TUTELA DOS GOVERNOS FEDERAIS E ESTADUAIS NEM SEMPRE TEM DIRETORIAS AGEIS E ALÉM DO COMPADRIO NAS SUAS ADMINSTRAÇÕES.
      O PROJETO DO SR ALCIDES PROPÕE QUE TODO O FUNDO DOS CONTRIBUITES DA PREVIDENCIA SEJAM CARREADOS PARA O BANCO A SER CRIADO.
      RECENTEMENTE VIMOS UMA REPORTAGEM DE UMA GAROTA DE SOROCABA QUE FUNDOU UM BANCO NOS MOLDES DE UM BANCO DOS MISERAVEIS DE BAGADESHI(DESCULPEM SE O NOME NÃO ESTÁ CORRETO), ESSE BANCO DE SOROCABA FOI FUNDADO COM UM CAPITAL PEQUENO E HOJE JÁ TEM UMA SUBSTANCIAL SOBRA E É PENSAMENTO DA JOVEM BANQUEIRA EXPANDIR PARA OUTRAS CIDADES.
      FINALIZANDO JORGE, NOS APOSENTADOS TEMOS GABARITOS QUE PODEMOS USA-LOS TÃO LOGO QUE SEJAMOS CONVOCADOS.

      Responder

  6. JONAS C

    06/08/2012

    Detecto uma falha gritante no texto: os servidores públicos civis não ganham promoções antes de se aposentar. As promoções que fazem parte da carreira são dadas, por merecimento, durante o curso da mesma, atendendo a critérios estritos – e sobre elas recai a contribuição previdenciária.
    Além disso, contribuímos com valores superiores à iniciativa privada (11% sobre o total dos vencimentos) desde sempre.

    Responder

  7. ORLANDO MARTIN SAMBRANO

    06/08/2012

    CONSIDERO DE REAL E SUMA IMPORTÂNCIA UM MOVIMENTO NACIONAL, AFIM DE PRESSIONAR OS DEPUTADOS E SENADORES A SEREM OBRIGADOS A PRESTAR CONTAS DE SUA OBRIGAÇÃO AOS SEUS ELEITORES, E EXIGIR QUE CADA UMA DAS ESTÂNCIAS (CÂMARA FEDERAL E SENADO) SEJAM OBRIGADOS A DIVULGAR OS PROJETOS APRESENTADOS POR CADA UM DOS SEUS REPRESENTANTES.

    Responder

  8. Angela B.

    11/08/2012

    Por que não entrar com uma Ação Civel de Inconstitucionalidade contra os governantes que estão gerindo mal o dinheiro que não é deles, mas dos trabalhadores, e usam-se dos fundos recolhidos ao INSS para pagamento de despesas correntes??? Perpetrar uma Ação Judicial por Inconstitucionalidade obrigaria o governo a devolver aos cofres do INSS tudo que foi desviado, há anos… Juntem-se, institutos de defesa dos aposentados, nessa ação, URGENTEMENTE !!!

    Responder
  9. Ou nós tiramos essa corja do PT do poder ou eles acabarão com o Brasil. Em decorrência de tantas sujeiras e corrupções, criei uma Petição Pública direcionada ao Ministério Público Federal, solicitando que ele convoque o ex-presidente Lula, para explicar ao povo brasileiro como ele conseguiu em 2 mandatos, acumular 2 bilhões de dólares, segundo a revista norte americana Forbes.
    Se você quiser assiná-la o link é este: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N28943 é só clicar no link, e preencher alguns campos, é só isso, é fácil não!! Vamos lá!
    Depois daremos mais respostas a este partido que se dizia dos trabalhadores mas, que persegue ex-trabalhadores aposentados, já nestas eleições Municipais e depois nas Majoritárias de 2014.

    Responder

  10. ronildo coelho furtado

    22/10/2012

    quero saber quem ta robando de mim

    Responder
  11. Companheiro Alcides; nos que fazemos a FENAFAP, estamos de pleno acordo com o seu grito de alerta. Realmente o Governo mente quando diz que a Previdência vai quebrar, mas nós que representamos os aposentados sabemos que estamos sendo roubados descaradamente, os ferroviários foram duplamente roubados pelos agentes do Governo, nosso Plano de Saúde era o orgulho da classe, mas veio o Partido dos Trambiqueiros, além de devorarem as Reservas Técnicas superior a 40 milhões na época, ainda deixaram um débito superior a 45 milhões. Hoje não temos crédito no sistema de saúde e, companheiros na faixa etária dos 70 anos de idade estão a morrerem sem assistência médica. E tem um detalhe, a Previdência foi criada com os recursos das Caixas de Aposentadorias dos Ferroviários e outras categorias profissionais.
    Etevaldo > Pres. da FENAFAP

    Responder

  12. Aderaldo Inácio Ribeiro

    02/08/2013

    Companheiros aposentados, diante de tantas aberrações e falta de respeito dos nossos “mandatários” para com a classe trabalhadora deste País, Só nos resta uma condição social de renovármos todos sem exceção na próxima eleição e mostrá-los que nós merecemos e exigimos respeito porque nós já fizemos e cumprimos as nossas responsabilidades com a carga de 35 ou mais anos de contribuições e não queremos mais ser ROUBADOS em nossos direitos adquiridos e certos do cumprimento de nossa parte e apoiamos seriamente a criação do = BANCO DA SEGURIDADE-SOCIAL,= o quanto antes possível=

    Responder

  13. Carlos Alberto Castello

    12/11/2013

    Sempre achei que, dinheiro do povo é do povo e nada mais justo que os aposentados administrem e seu banco.

    Responder

  14. ADERALDO INÁCIO RIBEIRO

    13/11/2013

    Não concordo com a criação de um banco só pra gerir o movimento financeiro da PS, porque acaba como se acabaram os Bancos Estaduais, com más gestões, desvio de numerários como hoje existe na Prev. Social, cabide de empregos, favorecimento a apadrinhados políticos corruptos, (coisa orrivel) que se intitulam defensores da Entidade e tantas outras coisas que me deixa incrédulo por não acreditar na honestidade dos homens de hoje, Mesmo porque; está chegando Profecia do DR.Rui Barbosa,”QUE CHEGARIA O DIA EM QUE O HOMEM IRIA TER VERGONHA DE SER HONESTO” já chegou!!!!!!meu Deus tenha piedade do Povo brasileiro.

    Responder
    • Meu amigo, hoje quem administra são justamente os políticos que estão no poder. Vamos deixar como está ou tentar uma mudança?

      Responder

  15. Bruno Gonzalez Torres

    14/11/2013

    ALCIDES A IDÉIA DE UM BANCO DA SEGURIDADE SOCIAL É INTENSA E É NA VERDADE UMA FORMA DE DAR FORMA A SEGURIDADE SOCIAL. UM BANCO DA SEGURIDADE SOCIAL TERIA A CONDIÇÃO DE SER TÃO OU MAIS FORTE QUE A CARTEIRA DE HABITAÇÃO QUE DEVERIA EXISTIR NO SISTEMA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO , COMO JA EXISTIU NESTA AREA E HOJE ESTA CONCENTRADA EM UM FUNDO ADMINISTRADO PELO ESTADO COMO TUDO QUE É ENTRADA DE GRANA NOS COFRES PÚBLICOS.MAS O QUE ME PREOCUPA É QUEM IRIA GERIR ESTE BANCO? COMO SERIA A EXISTENCIA DESTE BANCO ? E ONDE ESTE BANCO PODERIA ATUAR ? NO FOMENTO AO QUE? ACHO QUE BEM ESTUDADO E COM UMA ADMINISTRAÇÃO TRIPARTITE COMO É A PROPOSTA SDA SEGURIDADE SOCIAL NA SUA FORMAÇÃO( ESTADO. EMPREGADOS E EMPREGADORES) PODERIA SER A SOLUÇÃO

    Responder
    • A administração seria quadripartite e não tripartite (governo – aposentados- trabalhadores e empresários.

      Responder
  16. As preocupações com os custos do novo Banco são procedentes ! A diferença dos rendimentos entre públicos e privados é privilégio injusto e injustificável.
    Fundamental aumentar a base de cadastrados aposentados pela internet e encarar a safadeza e colocar as convicções dos aposentados. Basta lembrar a troca do FGTS, cuja a remuneração é ruim pelas ações da Petrobras que ficou realmente muito pior ! Vamos buscar dar suporte a proposta e defender a classe independente dos partidos !
    Vamos mostrar mais os números. Eles são indiscutíveis e agregam os que perdem, nós !
    A Borges

    Responder

  17. Nilandio C. Leite

    24/11/2013

    Prezado Sr. Alcides,
    Como aposentado sofro na carne essa perversa realidade.
    E para mudar, precisamos antes mudar o Código Penal, acordar o Judiciário para ser rápido nas decisões e acabar com tantos recursos e protelações nos cumprimentos das sentenças e penas.
    O sistema político brasileiro está podre de cabo a rabo. Quem rouba fica impune, aproveita-se do dinheiro roubado, não devolve nada do que roubou e na hora de ir pra cadeia fica doente, passa a ser cardiopata, aparece com câncer ou doença mental.
    Ah! e se vai preso, tem indulto de natal, penas alternativas, progressão de regime, etc.
    Nesse banco seria obrigatório colocar policiais com fuzis tomando conta do cofre, guardas do lado de fora a impedir a entrada de larápios por túneis cavados pelos mesmos, câmeras, vigias para não deixar desligarem as câmeras e, principalmente, autoridades que não nomeassem os “amigos raposas”….
    Que país…

    Responder

  18. ADERALDO2013

    27/11/2013

    Caro presidente da FAPEMS, Sr, Alcides, a minha sisma em fundar o BANCO DA SEGURIDADE SOCIAL, se prende na segurança contra a corrupção que hoje enfrentamos em quase todas as repartições com algumas excessões e esta vir a se tornar mais uma e quem iria fiscalizar esta Entidade no ambito da justiça.em casos de haver corruptos na futura administração. Caso haja o que acaqbei de afirmar e faltar numerário para nos pagar, quem irá socorrer os aposentados e pensionistas nesta hora? Sabe porque Presidente a minha incredulidade na sua boa ação para com os aposentados é que hoje a maioria não acredita mais, principalmente quando se trata de mexer com dinheiro dos outros, Além de se ter hoje, um País que nada é levado a sério;.Me desculpe Sr. Presidente, mas precisamos ter muito cuidado com os haveres dos aposentado hoje e futuramente.

    Responder
    • De acordo com a CF, o responsável pelo pagamento das aposentadorias é o governo Federal. Para isso foi criado o Orçamento da Seguridade Social que sempre apresentou superávit. Mas os governos que já passaram e este que está aí, transferem os superávits do orçamento da Seguridade Social, para o orçamento fiscal (via DRU e transferências ao final de cada exercício). Assim a cada começo de ano a conta da Seguridade Social está zerada. Com o Banco que óra propomos, essas transferências podem continuar a serem feitas, mas como empréstimos que serão devolvidos no futuro. Isso não acontece hoje.

      Responder
  19. CARO NILANDIO, EM TODAS AS INICIATÍVAS TEM RISCOS, SEJAMOS OTIMISTAS E FÉ NO GRANDE ARQUITÉTO DO UNIVERSO QUE ELE CUIDARÁ DE NÓS OS SOFRIDOS APOSENTADOS, PENSIONISTAS E IDOSOS DO BRASIL
    PEDRO SARTORI, EM 27/11/13 AS 17H35.

    Responder
1 Trackback For This Post
  1. Tweets that mention Banco da Seguridade Social « Federação dos Aposentados e Pensionistas de MS -- Topsy.com

    […] This post was mentioned on Twitter by SP Mundo Marketing and FAPEMS. FAPEMS said: .@paulopaim senador, veja a proposta da fapems sobre o Banco da Seguridade Social, https://fapems.wordpress.com/banco-da-seguridade-social/ […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: