Previdência complementar está em crise e seu patrimônio em risco

Posted on 31/07/2014

0


Artigo de Maurício Oliveira, assessor econômico, no site da Cobap

Falam mal da Previdência Social pública e universal e falam bem da Previdência complementar. Mas a realidade é outra.

O sistema de previdência complementar está em estado de alerta. O retorno sobre os investimentos dos 321 fundos de pensão existentes no país foi de apenas 2,02% em 2013. Esse resultado não garante os benefícios esperados por 3,1 milhões de participantes dos fundos. O mínimo de rentabilidade exigido por lei é de 11,63% ao ano.

E as perdas se avolumam. No ano passado, o déficit acumulado do segmento chegou a R$ 22 bilhões. E no primeiro trimestre de 2014 o rombo já atingiu R$ 28,7 bilhões.

As aplicações do dinheiro dos fundos de pensão se concentram excessivamente em fundos de investimento (64,9%) e em ações de empresas em bolsas de valores (12,1%). Essas aplicações sofrem os impactos da conjuntura econômica de inflação alta, juros altos e crise de confiabilidade empresarial que se instalaram no país.

A verdade é que os fundos de pensão sofrem forte ingerência política em sua gestão e seus recursos são muitas vezes utilizados para interesses particulares de grupos e não dos beneficiários participantes.

Posted in: Aposentados, Artigos